"Textos que vi por aí": Sobre a falta de humanidade - Por: Clarissa Corrêa.


Sobre a falta de humanidade - Por: Clarissa Corrêa.

Existem coisas que me deixam chocada. Uma delas é a falta de vontade de uma pessoa se colocar no lugar da outra. É tão simples, tão indolor, não sei por qual motivo a maior parte das pessoas tem essa dificuldade. Egoísmo é uma palavra feia e que por mim não existiria no dicionário. A falta do tato, do enxergar o outro, do se colocar na pele, do tentar entender o que se passa do lado de lá. 

Apavorada, vi a notícia do estudante de psicologia que atropelou um ciclista e não prestou socorro. No atropelamento, o rapaz perdeu o braço. Mas o estudante, além de ter fugido, jogou o braço do moço em um córrego. O moço, que era limpador de vidros, estava indo para o trabalho de bicicleta. Ele perdeu a chance de ter seu braço de volta. Perdeu a chance de voltar a ter uma vida quase normal. Perdeu a chance de tentar viver sem traumas.

Me pergunto: que pessoa é essa? Que ser humano consegue carregar um braço dentro do carro e atirar longe? Que ser humano escolhe tirar a chance do outro de ter de volta o que é seu? Que ser humano tem o sangue frio de machucar alguém e fugir sem olhar para trás? Que ser humano é capaz de simplesmente não se preocupar com o outro? Que ser humano só enxerga o seu próprio umbigo? Que ser humano é esse que pensa somente em salvar a própria pele?

Que medo desse mundo, que medo. Que medo das pessoas. A cada dia que passa fico mais receosa. Não sei onde as coisas vão parar. Um estudante de psicologia, vejam a ironia, não sabe o que significa ser humano. 

Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 Comentários:

Postar um comentário