E que o dia termine bem [...]


       Talvez seja mais um dia comum, daqueles que o vento toca o rosto, você fecha os olhos, e milhões de pensamentos invadem. Mas o dia terminaria bem se eu tivesse aquele abraço apertado, aquele beijo na testa, e aquelas palavras bonitas que costuma dizer - sejam elas se referindo o quão a gente é idiota, ou boboca.
       Ultimamente me escondo atrás de mil palavras. Querendo sair de trás delas e  deixando fluir, por aí quem sabe - mas que, chegassem até você.
       Te dar um abraço apertado, um beijo na testa, e todos os dias dizer aquelas mil palavras que insistem em se esconder. 
       Eu disse coisas, você também, e chegamos a conclusão de que temos medo, insegurança e uma pitada de algo bom pra oferecer um ao outro.                Queria deixar você cuidar de mim todos os dias, contanto que você deixasse eu fazer o mesmo. Cuidar de você. Simples assim. E não, não me importo se você é idiota, bobo, irritante, tonto, e todas essas coisas que a gente costuma dizer. Foi sendo assim que gostei de você.







Share this:

JOIN CONVERSATION

    Blogger Comment

0 Comentários:

Postar um comentário