Sociedade injusta. Maldita timidez.

        
         O difícil da timidez, é que, muitas vezes deixamos de dizer algo, de demonstrar algo, de expressar tudo aquilo que há tempos você vem guardando - e que na maioria das vezes "não pode" contar à ninguém, ou simplesmente não quer.
Aí os dias passam, as semanas também, e chegam os meses - que também vão se passando - e você fica ali, com aquilo na cabeça. 
Sabe, o pior de tudo é quando te julgam, quando inventam coisas ao seu respeito, ou que simplesmente as pessoas acham que aconteceu, sendo que...Você sempre foi a mesma, nunca mudou com ninguém e muito menos com si mesma. Sempre foi a garota boba, brincalhona, palhaça, careta e sentimental demais para uma sociedade injusta. Para entender melhor, digo que: A sociedade te julga por você odiar tais coisas, como: "bebida alcoólica e balada/festas". E ainda assim insistem em dizer que você é tal coisa, ou que simplesmente elas acham que você é. Mas, você sabe mais do que ninguém o que você é, o que você faz, e o que planeja para o seu futuro. Não são piadinhas, julgamentos, ofensas que devem te deixar cair, nada disso vale à pena, nada disso pode te derrubar. Mas, "voltando a timidez" [...] O medo muitas vezes traz com ele insegurança, incerteza, e mais medo. E as vezes você faz com que isso fique muito claro em seu rosto, como olhar para os lados enquanto conversam, ficar arrumando o cabelo que já está intacto de tanto que você soltou/prendeu/soltou/prendeu, ficar vendo as horas no celular de 5 em 5 minutos, sendo que, você está com tempo para estar ali. É, por mais que a sociedade te jogue contra a parede por você ser o que você é, o melhor é sempre ser assim, porque afinal...Sempre vai ser: você e você.




Share this:

JOIN CONVERSATION

1 Comentários:

  1. que tal arriscar só um pouquinho e ser feliz? (J.S)

    ResponderExcluir